COVID-19DestaquesSaúde

Psiquiatra Nelio Tombini fala sobre o psicológico na pandemia. “Temos uma sensação de abandono”

O encantadense faz vídeos no Youtube em que fala sobre questões psiquiátricas

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

O encantadense Nelio Tombini, psiquiatra, psicoterapeuta, palestrante e diretor da Psicobreve, explica em vídeo publicado nesta segunda-feira (22), no seu canal de Youtube, sobre a situação mental em época de pandemia. “A pandemia tem uma função ruim, no sentido que nos deixa confinados, e nós temos uma sensação de abandono.”

O médico reafirma a importância do afeto e contato com pessoas e com a paisagem, que oxigenam a mente e ajudam-na a funcionar. “É como se a nossa mente fosse um aquário, que precisa do oxigênio para que os peixinhos fiquem vivos.” 

Ao final, Nelio aborda alternativas e saídas para enfrentar a pandemia e trabalhar a mente, como assistir filmes, documentários, vídeos bem-humorados e se desligar um pouco das redes sociais, além de telefonar para amigos e caminhar. O psiquiatra também destaca a importância que é falar com as pessoas, principalmente quando não nos sentimos bem, e de procurar auxílio com psicólogos e psiquiatras. “As pessoas têm muitos preconceitos com os problemas mentais, aí não buscam ajuda. Então, quero dizer pra vocês o seguinte: busque ajuda. Os psicólogos e psiquiatras têm capacidade de ajudá-lo, hoje tem até atendimentos online.”

“Ficar confinado é uma coisa complicada, é difícil. Mas também é importante o confinamento, não tem outro jeito, não é algo que possamos discutir do ponto de vista da doença. Ficamos confinados, menos contato, menos doença.”, reforçou o psiquiatra sobre a questão do isolamento social.

Veja o vídeo completo abaixo:

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!