Coluna do PerondiDestaquesGeralPolítica

Perondi entrevista o presidente da União dos Vereadores do Brasil (UVB) Gilson Conzatti

Gilson Conzatti foi vereador de Encantado por duas legislaturas, 1993-1996 e 1997-2000, assessor parlamentar, e atualmente encontra-se exercendo o terceiro mandato na Câmara de Vereadores de Iraí, onde é o presidente da Casa Legislativa.

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

Gilson conta sobre a sua trajetória na vida pública, o seu mandato como vereador em Iraí, aspirações políticas, e o que pensa sobre os rumos que a próxima eleição deve tomar no município de Encantado, sua terra natal.

UVB

O político conta como é conciliar a vereança em Iraí e a UVB, entidade que representa milhares de vereadores pelo país. Fundada em 16 de novembro de 1964, a União dos Vereadores do Brasil (UVB) é uma entidade civil com personalidade jurídica, de direito privado, sem fins lucrativos, sendo a mais tradicional do legislativo municipal brasileiro.

FAMÍLIA

Ele fala também sobre a necessidade de dedicar parte do tempo para a sua família. Gilson é pai da Luiza, que cursa a faculdade de medicina, e esposo da Andréa. Genro de Irno Augusto Pretto, nome tradicional do PP encantadense – atualmente no PSDB, e filho do Adroaldo Conzatti, prefeito de Encantado – hoje no PSDB, mas com a maior parte da vida político partidária vinculada ao MDB. Cunhado de Diego Pretto, vereador pelo PP, e Clarissa da Rosa Pretto Scatola, ex-secretária municipal da saúde, atualmente no PSDB.

Sobre o pai, Gilson afirma que Adroaldo tem a pretensão de ser candidato e hoje é pré-candidato, o que contratria a vontade pessoal do filho. Entretanto, Gilson diz que entende e respeita o desejo do pai.

POLÍTICA DE ENCANTADO

Gilson comenta o relacionamento entre os poderes encantadenses.

Revela que, por vezes, age como conselheiro do pai Adroaldo, prefeito municipal. E conta bastidores da relação entre o Poder Executivo e os vereadores. Nesse ponto, Gilson destaca que todos deveriam calçar as sandalhas da humildade e deixar de lado vaidades pessoais em benefício da comunidade.

Gilson, particularmente, seria favorável ao consenso nas eleições, desde que houvesse um entendimento e projeto de desenvolvimento municipal em comum, sem loteamento de cargos públicos.

Todos os partidos que tem representação na Câmara de vereadores já conversaram com o prefeito Adroaldo Conzatti sobre as próximas eleições. E numa possível candidatura do Adroaldo como prefeito – revelou Gilson Conzatti.

PP

Rival histórico, mas que foi aliado na última eleição (2016), Gilson fala sobre a relação com o Partido Progressista. Em uma das falas, Gilson afirma que o ex-prefeito Paulo Costi “é o maior político de Encantado”. Para logo em seguida fazer um contraponto com o formato de administração empregado pelo pai Adroaldo, que ele considera focado na gestão.

O PP de Encantado tem o maior político de Encantado, que é o Paulo Costi. Talvez não posso dizer que é o melhor gestor, mas político com certeza.

VICE

Gilson fala também que se o atual vice-prefeito Enoir Cardoso (PP) tivesse entendido o plano de governo, e assumido uma secretaria na Administração Municipal, hoje o vice-prefeito seria o candidato natural para a sucessão na majoritária deste ano. O entrevistado conta que acreditou na coligação Adroaldo e PP em 2016.

Ele fala que brigas políticas não trazem malefícios apenas para os políticos. Na visão do entrevistado política é atitude, mesmo que existam divergências. E deve ser buscado um denominador comum, por que no final, quem ganha ou perde, é a comunidade.

Eu não acredito na nova política, nem na velha política. Eu acredito na boa política.

PREFEITO DE ENCANTADO?

Quem sabe né? Eu não descarto nada. Em política tudo pode mudar.

Gilson afirma que um dia tem a pretensão de voltar para em Encantado. Entretanto, salienta que já se lançou candidato a prefeito de Iraí em 2024 (atualmente ele é o presidente da Câmara de Vereadores do município).

PENDÊNCIA JUDICIAL

Gilson fala abertamente sobre uma pendência judicial envolvendo o pai Adroaldo.

Ele assegura que essa questão não retira o pai do pleito eleitoral deste ano. No entender do entrevistado – que também é advogado, Conzatti poderá ser candidato – caso assim desejar – e, em concorrendo, se eleito, receberá a diplomação e será empossado como prefeito. Portanto, para Gilson, não será esta pendência judicial que retira Adroaldo Conzatti das eleições de 2020. Conforme Gilson, ainda existem diversos passos a serem realizados no processo.

Acompanhe a entrevista ocorrida na terça-feira, 25 de agosto, realizada através do aplicativo Instagram.

Publicidade - Residencial Santa Bárbara - Grafite
Publicidade

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!