Geral

Sicredi comemora 38 anos sendo um dos principais agentes financeiros da região

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

Cooperativa completou 38 anos no último dia dois de julho, sendo hoje um dos principais agentes financeiros da região. Pesquisa recente demonstrou que as cooperativas de crédito foram responsáveis pela criação de 79 mil novas empresas e pela geração de 278 mil empregos no Brasil.

SICREDI REGIÃO DOS VALES

Um propósito sempre norteou as ações do Sicredi Região dos Vales: Construir uma cooperativa sólida, sustentável, e que reinveste localmente os recursos que administra. Que tem compromisso com a comunidade onde atua e que valoriza muito o relacionamento e o atendimento aos seus associados.

Essa forma de atuação, propiciou à Cooperativa chegar aos 38 anos, no último dia dois de julho, sendo hoje um dos principais agentes financeiros da região, fomentando o agronegócio, a agricultura familiar, o comércio, a indústria, e o setor de serviços e potencializando desta forma a geração de novas oportunidades, a geração de empregos e de renda, contribuindo para o fortalecimento da economia regional.

Nestes 38 anos, o Sicredi acredita que a força do cooperativismo gera mudanças positivas na sociedade. Por isso, ao mesmo tempo em que evolui para atender às necessidades de um ambiente cada vez mais dinâmico e digital, também mantém raízes nos princípios e valores cooperativos. Os resultados da Cooperativa são reflexo do trabalho, dinamismo, o empreendedorismo dos associados, das empresas e das lideranças da região.

O presidente do Sicredi Região dos Vales, Ricardo Cé, destaca a forma de atuação do Sicredi de investir nas atividades econômicas dos associados e nas comunidades onde está presente, mantendo um relacionamento próximo com o quadro social. Agradece também aos mais de 68 mil associados que ajudam a construir uma cooperativa e uma região cada vez melhor.

IMPACTO DO COOPERATIVISMO DE CRÉDITO NA ECONOMIA

Recentemente, o Sicredi, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), anunciou uma pesquisa inédita sobre os “Benefícios Econômicos do Cooperativismo de Crédito na Economia Brasileira”.

O estudo, chegou à conclusão que o cooperativismo incrementa o Produto Interno Bruto (PIB) per capita dos municípios em 5,6%, cria 6,2% mais vagas de trabalho formal e aumenta o número de estabelecimentos comerciais em 15,7%, estimulando, portanto, o empreendedorismo local.

Os resultados estimados pelo Sicredi a partir do estudo, consideraram o bom desempenho econômico de 1,4 mil municípios que passaram a contar com cooperativas durante o período de pesquisa. Os cálculos do Sicredi, com base no estudo da Fipe, mostram um impacto agregado nestas cidades de mais de R$ 48 bilhões em um ano. Ainda, as cooperativas de crédito foram responsáveis pela criação de 79 mil novas empresas e pela geração de 278 mil empregos.

MULTIPLICADOR DO CRÉDITO COOPERATIVO

A pesquisa da Fipe também calculou o Multiplicador do Crédito Cooperativo, um coeficiente que indica o impacto do crédito concedido pelas cooperativas no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro – cada R$ 1,00 concedido em crédito gera R$ 2,45 no PIB da economia e a cada R$ 35,8 mil concedidos pelas cooperativas, uma nova vaga de emprego é criada no país.

De acordo com a Fipe, a inclusão financeira de famílias, pequenos produtores e empresas forma um ciclo virtuoso que fomenta o empreendedorismo local, reduz desigualdades econômicas e aumenta a competitividade e a eficiência no sistema financeiro nacional.

A Fipe concluiu ainda que os princípios e a disseminação das cooperativas de crédito se mostram convergentes com objetivos maiores no campo das políticas públicas, tendo em vista o seu potencial impacto na redução das desigualdades econômicas e inter-regionais, bem como no aumento da concorrência e da eficiência no âmbito do Sistema Financeiro Nacional.

Fonte: Ascom Sicredi

Publicidade

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!