Política

Bolsonaro volta a falar da segurança das urnas, e Lula dispara: “todos terão que aceitar o resultado”

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

Um dia depois do presidente Jair Bolsonaro (PL) levantar suspeitas sobre as eleições no Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi as redes sociais neste sábado (15) afirmar que a população rejeita autoritarismo e que todo mundo terá que respeitar os resultados das eleições de 2022. O petista resgatou entrevista concedida ao jornal britânico The Telegraph na qual ele afirma que a democracia brasileira sairá mais forte de 2022.

“Eu disse nesse começo de ano ao jornal britânico The Telegraph que a democracia brasileira sairá mais forte de 2022, e todos terão que aceitar o resultado das eleições. A maioria dos brasileiros rejeita o autoritarismo e o desastroso desgoverno atual”, escreveu Lula.

Na sexta-feira (14), durante agenda em Macapá (AP), Bolsonaro voltou a levantar suspeitas de fraude nas eleições de 2018 e disse que deveria ter sido eleito ainda em primeiro turno. “Quis Deus que, sobrevivendo a uma facada de um integrante do PSol, conseguisse sem partido, com um partido muito pequeno, sem marqueteiro e sem televisão ganhar umas eleições, que era pra ter ganhado no primeiro turno se fossem umas eleições limpas no primeiro”, afirmou Bolsonaro.

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!