DestaquesServiços Públicos

Defesa Civil: “Nesse momento, a nossa prioridade é direcionada exclusivamente à restauração das moradias afetadas pelo temporal”

Não bastassem as dificuldades causadas pela estiagem, seis localidades do interior de Encantado também sofreram com os efeitos da tempestade.

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

Os temporais que atingiram Encantado na tarde e na noite de segunda-feira, dia 17, exigiram intensa e rápida mobilização das equipes da Administração Municipal no apoio às famílias mais atingidas.

Na cidade, conforme levantamento da Defesa Civil, 43 casas foram destelhadas, a maioria no Bairro Navegantes. Houve danos também em moradias do Bairro Nossa Senhora Aparecida. Cerca de 400 telhas foram distribuídas.

A queda de postes e de árvores sobre a rede elétrica provocou a falta de luz em diversos pontos, causando transtornos a cerca de cinco mil pessoas.

Houve registros no Centro e nos bairros Porto XV, Santo Antão, Lambari, Navegantes, Jardim da Fonte e Planalto. O prédio da Prefeitura também ficou às escuras até a tarde de terça-feira. Algumas residências seguiam à espera do restabelecimento nesta quarta-feira. 

Vias ficaram obstruídas devido à queda de árvores. Um dos trechos mais danificados foi a estrada que dá acesso à Lagoa da Garibaldi. Na noite de segunda-feira, as máquinas da Prefeitura, com apoio do Corpo de Bombeiros, trabalharam na retirada de galhos e fios da rede.

VEJA FOTOS DOS ESTRAGOS

“Fizemos uma grande mobilização da nossa equipe para atender as famílias o mais breve possível. Já na tarde de segunda-feira distribuímos lonas, mas aí veio a tempestade da noite que agravou a situação. Graças a Deus foram perdas materiais. As vidas foram preservadas”, comentou o prefeito Jonas Calvi, que acompanhou de perto o trabalho dos servidores da Administração. 

Conforme o coordenador da Defesa Civil, Roberto Pretto, nos próximos dias será feita a vistoria nos locais que receberam telhas para conferir a utilização do material.

“É importante que as pessoas tenham conhecimento que a Defesa Civil atua para prestar assistência ao ser humano. Nesse momento, a nossa prioridade é direcionada exclusivamente à restauração das moradias afetadas pelo temporal”, comenta Pretto.

Aumenta a demanda por água no interior

Não bastassem as dificuldades causadas pela estiagem, seis localidades do interior de Encantado também sofreram com os efeitos da tempestade.

As Linhas Argola, Garibaldi, Azevedo, São Luís, São Roque e São Marcos continuavam sem energia elétrica nesta quarta-feira, dia 19.

O vendaval provocou quedas de árvores, postes de energia e telhados de aviários e chiqueirões. Alguns acessos a propriedades ficaram interrompidos, impedindo a passagem de caminhões carregados de ração. Máquinas da Prefeitura foram usadas para liberar as estradas.

A maior preocupação dos produtores é com o funcionamento das granjas de aves e suínos. A falta de luz impede a movimentação dos motores das bombas que garantem o abastecimento de água nos estabelecimentos.  

“Aumentou muito a demanda por água para o consumo dos animais. Estamos dando suporte. Nosso caminhão não para. Tínhamos um cronograma já estabelecido devido à estiagem. Agora, triplicou. Há locais que uma carga de água por dia não é suficiente”, explica a diretora da secretaria de Agricultura, Angélica Sfoglia.

 

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!