AgroEconomiaEmpregosRevista Visual

Entrevista | Dezembro de 2017 – Arlindo Baldo

Oitenta anos completados em 31 de julho, casado com Branca Rocchi, Arlindo Baldo é pai de Ricardo, Renata, Adriano, Alessandra e Michel. O avô de Gabriela, Antônio e Júlio é o nosso entrevistado

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

– A empresa Baldo S/A é muito capitalizada, sem dívidas, respeitada no mundo dos negócios, com administração moderna e buscando novas oportunidades. Portanto, crescerá –  prevê seu diretor presidente.   Ela  figura entre as três maiores de Encantado desde sua instalação no Município em 1974.

Não foi fácil. Várias vezes tentamos entrevistar o empresário que, sempre encontrava uma forma muito educada de se esquivar.

Falar de si, de sua vida, nem pensar! Da empresa, até que em alguns momentos se manifestou, mas com o cuidado de falar estritamente o mínimo, o necessário.

– Tenho dificuldade em me expor publicamente, por isso estranho o comportamento de pessoas que gostam de fazê-lo. Falar de mim, então! Sinto-me constrangido – Em 2009, quando o Jornal Força do Vale completou 25 anos de fundação, depois de muita insistência, ele aceitou ser o entrevistado daquela edição especial.

A preocupação manifestada naquela ocasião de que “até que ponto a entrevista poderia ser do interesse dos leitores”, se manteve. Alegou que há oito anos estava iniciando na empresa o processo de sucessão, reiteramos que nestes 33 anos de jornal e 30 da revista, a Baldo sempre esteve na lista das maiores empresas em retorno para o município, que a indústria se abriu para o mercado interno, etc, etc, etc… Por exaustão, talvez, um dos empresários avesso a holofotes, finalmente aceitou.

Baldo S/A se originou com o pai João Baldo, que partilhou suas atividades para cada um de seus filhos.

Para Arlindo, coube a atividade da fábrica de erva-mate, e nela seguiu, em 1958, como firma individual em nome de Arlindo Baldo. E em 1974, foi constituída a empresa Baldo S/A, na qual participaram os sócios atuais, os fundadores.

Arlindo Baldo está à frente da maior exportadora de erva-mate do País. Na função de diretor presidente, comanda as unidades no setor como também a fábrica de lecitina e farinha de soja junto à matriz, localizada no Distrito Industrial de Encantado – responsável pelo processamento de soja, moagem da erva-mate e empacotamento.

Em Canoinhas (SC), área privilegiada de produção nativa de erva-mate, se encontra a fábrica responsável por processamento de grandes lotes de alta qualidade. Em São Mateus do Sul (PR) tem a unidade com maior capacidade de processamento, responsável pela pesquisa no melhoramento genético através da produção de mudas clonais e por novos testes de produtos à base de mate. Também no Paraná, em Prudentópolis, a Baldo tem uma estrutura moderna que otimiza a produção de erva-mate e de plantas medicinais. No vizinho Uruguai, está o centro de distribuição da marca Canárias (controlada), em Canelones, e finalmente em Palmeira de Goiás (GO), a Goemil (Joint Venture), fábrica que realiza o processamento da soja e PTS.

A indústria é especialista na produção de produtos à base de erva-mate, com quase 100 anos de dedicação e respeito ao cultivo. São 310 colaboradores diretos em quatro unidades fabris no Brasil (não incluso os funcionários da Goemil e Canárias), produzindo alimentos saudáveis, consumidos no mercado interno, América Latina, Europa e Estados Unidos.

– Claro que existem situações em que uma pessoa precisa decidir, mas não existe o absolutismo, somos uma sociedade anônima, formada por um grupo de pessoas, diretores, gerente e centenas de colaboradores que fazem a empresa crescer com solidez. Não teríamos chegado até aqui com uma cabeça só – diz Arlindo Baldo, dividindo com todos a credibilidade da marca Baldo S.A. 

João Baldo e Angelina Zilio constituíram uma grande família…

Minha família de origem é composta de sete mulheres e quatro homens. Nos anos de 1920 não era exagerado, mas hoje em matéria de filhos os números mudaram. Parece-me oportuno lembrar o heroísmo dos progenitores em comandar tantos filhos e colocá-los no caminho para o futuro.

Onde andam os onze entre mulheres e homens?

Infelizmente seis faleceram. Vejamos os demais: Olga, a mais velha, vive em Cascavel, no Paraná. Aurora em Porto Alegre. Maria, também em Cascavel, no Paraná, Anita em Porto Alegre e eu, aqui, em Encantado.

As mulheres trabalharam na Empresa?

Não é possível responder esta pergunta sem fazer um histórico dos fatos.

O pai, João Baldo, iniciou suas atividades de comerciante em torno de 1920. Exerceu as atividades de negócios de compra e venda de produtos coloniais, venda de todos os produtos de consumo e vestuário direcionados às famílias de produtores da região. Posteriormente agregou serrarias, uma delas na região e outra em São Francisco de Paula. Ao final construiu com outros sócios, um moinho para farinha de trigo, próximo a Vespasiano Corrêa, hoje Município.

Além dos negócios acima descritos, o pai tinha uma empresa para exploração de erva-mate, completamente separada de seus negócios comerciais, anos de 1920. A denominação era João Baldo & Cia Ltda, composta pelo pai e seus dois irmãos Antonio e Luiz Baldo. Esta empresa foi completamente destruída por um incêndio e suas operações passaram ser parciais em prédios de João Baldo.

O pai e seus sócios, em meados de 1957, envolvidos em suas atividades, optaram por vender seus estoques e extinguir a empresa de nome João Baldo & Cia Ltda.

Os estoques foram comprados por Arlindo Plácido Baldo que constituiu sua firma individual em 1958. As instalações pertenciam ao seu pai, não à empresa  de João Baldo & Cia Ltda e foram franqueadas temporariamente para a nova empresa de Arlindo Plácido Baldo.

Passados mais dois anos, a empresa individual de Arlindo Plácido Baldo, construiu nova fábrica, ampliando a produção de erva-mate, em Vespasiano Corrêa.

Depois surge a Baldo S/A …

No ano de 1974, a empresa individual de Arlindo Plácido Baldo, havia avançado fortemente nos negócios do mate, graças a abertura de uma filial em Carazinho (RS) em 1960, que permitiu agregar fornecedores de matéria-prima de Santa Catarina e Paraná, para o processamento nesta filial. A erva-mate Baldo pronta para o consumo, seguia desta cidade via rodoviária para Santana do Livramento, e por via férrea, para a cidade de Bagé e daí distribuída para as cidades adjacentes.

Em 1964, com a chegada da energia elétrica em Vespasiano Corrêa, foram instalados novos secadores de erva-mate, aumentando o processamento. Ao mesmo tempo absorvemos os fornecedores da matéria-prima de outros Estados, encerrando as atividades na filial de Carazinho.

Em 1974, entusiasmado com o crescimento da empresa inclusive com exportações, eu fui buscar sinergias, visando novos investimentos para iniciar o processamento de tungue e soja. Para isso convidei a empresa comercial de minha irmã Iracema Baldo Gheno, o irmão Gildo Tranquilino Baldo, o Sr. Ernesto Toni, contador da empresa individual de Arlindo Plácido Baldo, e além dessas pessoas, os primos Domingos Atílio Coser e Antônio Coser, que já trabalhavam comigo.

Reunidos os interessados, discutimos o valor do patrimônio mais a participação em dinheiro, que os convidados desejavam investir. Combinado a proporcionalidade de cada sócio, transformamos em ações e estava constituída a  Baldo S/A. Comércio Indústria e Exportação.

Portanto, a Baldo tem tradição em erva-mate desde 1920, mas a Baldo S/A é de 1974, data em que incorporou a empresa individual de Arlindo Plácido Baldo e os acionistas já citados.

O senhor foi um bom aluno?

Bem, esqueçamos um pouco a Baldo S/A e passamos a falar em amenidades. Sempre estudei e gosto de estudar, mesmo com 80 anos eu ainda tento aprender inglês (risos).

Iniciei minha empresa individual antes de completar a idade, para isso foi preciso que meu pai me emancipasse. Tive tarefas árduas para alcançar meu desenvolvimento, mesmo assim concluí o Ginásio, mas não consegui completar o curso de Contabilidade. Nos fins de semana fiz excelentes e longos cursos extracurriculares voltados às necessidades de minha atividade. Não podemos esquecer que já contava com a ajuda do contabilista Ernesto Toni, para gerir os controles contábeis.

Qual a principal escola do mundo empresarial?

Inicia pela visão e disciplina do empreendedor; ter o conhecimento necessário para avaliar a competência dos profissionais a contratar; colocar o trabalho em primeiro lugar; mensurar os riscos de seu negócio; procurar sempre aperfeiçoar seus produtos e procedimentos; não tomar empréstimos a custos mais altos do que as aplicações e por último, reaplicar seus lucros na Empresa.

Como identificar uma oportunidade?

Seguindo as regras acima, as oportunidades aparecem, mais cedo ou mais tarde.

São várias unidades, centenas de colaboradores. Como controlar?

Com treinamento adequado às pessoas de cada unidade, conferência rigorosa no sistema de informações enviadas à Matriz e correções de discrepâncias, se houver.

Aos 80 anos de uma vida de trabalho, como está a sucessão?

A Baldo S/A tem 42 anos de existência. Sua estrutura organizacional está pronta para o futuro. Seus acionistas já estão maduros e cientes dos seus direitos e obrigações.

Os acionistas têm em suas famílias um representante no Conselho Consultivo. A função deste Conselho é supervisionar os atos da Diretoria e opinar sobre investimentos e desempenho da Administração. Cada membro do Conselho instrui o Acionista que representa, no sentido de habilitá-lo a fazer a melhor escolha dos administradores, sempre que necessário, quer seja ele familiar ou contratado, mas com habilidades e perfil desejável pela maioria dos acionistas.

Então não existe um nome para sucedê-lo e sim uma diretoria…

Sim. No dia 2 de dezembro foi eleita a nova diretoria da Baldo, fato que ocorre a cada três anos, de acordo com o Estatuto Social. Os acionistas elegeram uma diretoria que estará no comando da próxima gestão.

E a diretoria tem na presidência o senhor, na vice-presidência Leandro Beninho Gheno, na diretoria administrativa Ernesto Orestes Toni, como diretor de erva-mate, Paulo David Baldo, e como diretor industrial Ricardo Alves de Moraes!

Sim, esta é a diretoria eleita pelos acionistas.

Existe uma receita de sucesso para permanecer entre as maiores empresas?

Entendo que em primeiro lugar a empresa deve respeitar seus sócios, ser honesta, cumprir com as obrigações que lhe compete, inclusive na segurança do patrimônio do Acionista. Isto já é muito importante. Ser a maior não é tão relevante.

A entrada no mercado interno está sendo bem recebida?

Venda de erva-mate no mercado interno está em estudo.

A Baldo, Encantado, continua tendo restrições com a moagem de soja transgênica?

Não há restrições sobre moagem de qualquer tipo de soja.

Como é administrada a fábrica de Palmeiras de Goiás?

A Goemil é administrada em conjunto com Baldo e Bremil, e foram atingidas as metas planejadas naquela unidade de Goiás.

Dentro de um planejamento estratégico, o que vem por aí?

Planejamento estratégico não se comenta, se tenta realizar.

Como  o senhor vê o município de Encantado de forma mais ampla?

Vejo o município de Encantado crescendo em maior proporção do que o setor industrial, ao menos após 1975. Tenho alguma preocupação inclusive com a expansão da Baldo por falta de áreas adequadas.

O que é leitura obrigatória para o empresário Arlindo Baldo?

Alguns jornais e artigos técnicos relacionados a minha atividade.

Como descreveria a si próprio como líder?

Como líder eu não sei, mas como pessoa eu me sinto sobrecarregado, quase não consigo revisar meu inglês. (Risos)

Como o senhor vê a empresa em 10 anos?

A empresa Baldo S/A é muito capitalizada, sem dívidas, respeitada no mundo dos negócios, com administração moderna e buscando novas oportunidades. Portanto, crescerá.

O que lhe dá mais satisfação ao comandar a empresa?

Tomar chimarrão com os companheiros de trabalho e acompanhar os resultados. (Risos)

Entrevista veiculada na Edição 44 da Revista Visual | Ano 30 | Dezembro de 2017

Capa da Revista Visual | Jornal Força do Vale Edição 44 | Ano 30 | Dezembro 2017
Capa da Revista Visual | Jornal Força do Vale Edição 44 | Ano 30 | Dezembro 2017

 

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!