DestaquesPolítica

CÂMARA: Projetos do Executivo estão há duas semanas aguardando votação

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

Na segunda-feira (21) ocorreu a sessão presencial, restrita a imprensa, da Câmara de Vereadores de Encantado. A reunião dos vereadores foi apenas para votar moção de aplausos, uma resolução da mesa diretora da Câmara e um Projeto de Lei para abrir crédito suplementar para o Legislativo. Outros quatro projetos do Executivo não foram colocados em votação pela presidente.

Contas de 2018

As contas da gestão de 2018 foram apro-vadas por unanimidade pelos vereadores. Crédito suplementar A mesa diretora da Câmara de Vereado-res resolveu abrir crédito adicional suple-mentar no orçamento no valor de R$ 190 mil, sendo R$ 90 mil para equipamentos e material permanente e R$ 100 mil para materiais de consumo. “Eu como presidente da casa, não vou aguardar parecer do Igam” A abertura de crédito suplementar gerou muita discussão entre os vereadores de si-tuação e oposição. A presidente da Câmara em resposta aos vereadores foi enfática:

“Orçamento da câmara é da Câmara, não precisa devolver ao Executivo, que não sabemos onde será colocado o dinheiro. Eu como presidente da Casa não vou aguardar o parecer do Igam.”

“Eu só quero respeito”

Joel Bottoni

O vereador Joel Bottoni questionou se podia pedir vistas do projeto para anali-sar melhor junto a contabilidade do município. “Eu só quero respeito, não vejo problema em segurar o projeto por uma semana para pedir o parecer do Igam”.

Igualdade

“O mesmo tratamento que é dado para o vereador de oposição tem que ser dado para os de situação. Também gostaria de pedir vistas do projeto”.

Pedido de vistas em votação

A discussão entre os vereadores seguiu por muito tempo, até que a presidente do Legislativo, resolveu colocar em votação pedido de vistas do vereador Joel Boto-ni. Esse procedimento é legal, mas muito incomum. No Legislativo de Encantado, essa manobra foi utilizada a última vez quando Everaldo Delazeri foi presidente da câmara em 2009.

Votação derruba pedido

Com a maioria no Legislativo, a oposição não aprovou o pedido de vistas. Com sete votos contrários dos vereadores Sander Bertozzi, Valdecir Cardoso, Valdecir Gonzatti, Duda do Táxi, Diego Pretto, Marino Deves e Roberto Salton. E três favorá-veis ao pedido dos vereadores Joel Bottoni, Cris Costa e Sandra Vian o projeto seguiu para votação

Crédito Suplementar aprovado com 7 votos

Após derrubar o pedido de vistas, o proje-to foi colocado em votação e foi aprovado por 7 votos dos vereadores Sander Berto-zzi, Valdecir Cardoso, Valdecir Gonzatti, Duda do Táxi, Diego Pretto, Marino Deves e Roberto Salton e três abstenções dos ve-readores Joel Bottoni, Cris Costa e Sandra Vian.

Sem votação para o Executivo

Em contrapartida, quatro projetos do Exe-cutivo que estão na Casa, não foram colocados em votação pela presidente, Andresa de Souza. Os projetos que aguardam votação são o 022, 023, 024 e 026 que deter-minam as leis de diretrizes do Município, o código de posturas, plano plurianual, código de edificações e parcelamento de solo. Todos projetos são ligados diretamente ao desenvolvimento do município com a organização de diversos setores.

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!