DestaquesGeral

Padre de Encantado assume Paróquia nos Estados Unidos

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

O padre encantadense Heitor Castoldi, 44 anos, assumirá a Paróquia da Igreja Católica da Ressureição de Orlando nos Estados Unidos nos próximos dias. Heitor que viveu sua infância no Bairro Planalto, é filho de Arlindo Castoldi (in memoriam) e Idolina Maria Lorenzi Castoldi, tem cinco irmãos Santina, Neiva, Roni Paulo, Raul e Juarez. O religioso pertence a Congregação dos Missionários de São Carlos Scalabriniano e fez os primeiros votos, em 9 de janeiro de 1999.

“Meu filho era muito estudioso e sempre quis ser padre. Em 1983, quando passou por Encantado as Missões Redentoristas, ele estava na primeira série, já sabia ler e sempre se oferecia para fazer as preces. Nesta época ele começou a dizer que queria ser padre. Mas eu imaginava que talvez com o tempo mudasse de ideia. Nós íamos na missa, mas em nenhum momento pedimos a ele para seguir o sacerdócio, mas essa era a sua vocação”.

Heitor estudou na Escola Agostinho Costi até 4ª série, depois foi no Érico Veríssimo até a 8ª série. Quando chegou a vez de fazer o segundo grau escolheu ir para Guaporé no Seminário. O passo seguinte foi cursar filosofia em Passo Fundo e no dia 8 de janeiro de 2005 foi ordenado padre na Paróquia São Pedro de Encantado.

A mãe lembra que pregar fora do país era seu objetivo. Foi para São Paulo estudar teologia onde trabalhou na Paróquia da Paz, na Casa do Migrante, local destinado para receber e acolher imigrantes. Heitor sempre gostou de trabalhar com as pessoas, os imigrantes chegavam sem documentos, com poucas roupas e ele fazia essa acolhida” conta a mãe Idolina.

A trajetória

No anúncio, a comunidade católica de Orlando/EUA desejou um caloroso acolhimento e apoio na caminhada religiosa. “Oferecemos ao Padre Castoldi uma recepção muito calorosa de volta à nossa paróquia, com a certeza de nossas orações e total apoio para um ministério frutuoso em nossa animada comunidade de fé.”

No ano seguinte foi para os Estados Unidos, trabalhou como padre nas Arquidioceses de Massachusetts, Boston e Orlando onde foi vigário de agosto de 2010 a setembro de 2011. Foi pároco em Nova Yorque e ficou em Miami por quatro anos. Em 2017 foi designado para ir à República Dominicana, onde foi Administrador Paroquial da Paróquia de Sant’Ana e Diretor do Escritório de Mobilidade Humana da Arquidiocese de Santo Domingo. “O trabalho dele lá, não era apenas de pregar e rezar missas, mas também o trabalho braçal”.

Em maio deste ano, passando férias em Encantado, rezou algumas missas na Paróquia, na Igreja do Santo Agostinho, na Linha Garibaldi. E durante período recebeu uma ligação do Provençal dos Estados Unidos para que assumisse a Paróquia de Orlando.

“Ele ficou muito feliz, porque já trabalhou lá há dez anos, conhece as pessoas. E agora a sua missão é retornar para atender aos migrantes e a população que lá reside. Inclusive quem irá substituir meu filho Heitor na Republica Dominicana é o padre Clailson Barp que trabalhou aqui em Encantado”.

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!