ComportamentoDestaquesEconomia

Encantado possui 8.317 residências; 16% estão alugadas

Conforme dados do cadastro imobiliário do município, Encantado tem 8.317 unidades residenciais no total. Segundo as imobiliárias, cerca de 16% de residências e apartamentos são destinados ao aluguel.

Participe do Canal do Força do Vale no WhatsApp

Dados do cadastro imobiliário demonstram que há existem cerca de 1.330 imóveis residenciais para aluguel, destes, pouco mais de 4% estão disponíveis atualmente para locação.

Aumento na procura por imóveis

Entre as explicações para o aumento na procura por aluguel e por compra de imóveis no município, é a pandemia e também a enchente.

Rogério Conzatti, representante da Imobiliária Conzatti analisa a situação.

Na pandemia houve um acréscimo nas vendas, muitas pessoas estão voltando a morar em Encantado, talvez porque nossa região é produtora de alimentos e onde o efeito da pandemia com locais fechados foi menos sentido, e está tendo uma retomada mais rápida.

Quanto a locação, com a enchente nossa carteira ficou vazia, hoje temos dois imóveis disponíveis, praticamente não temos imóveis pois estão todos alugados. Hoje ninguém mais constrói para alugar quando se trata de residencial. Constrói para ser comercial ou para vender.

O proprietário da Spessato Imovéis, Sérgio Spessato, comenta que no período da pandemia houve uma demanda maior por imóveis – não necessariamente por imóveis maiores.

Tivemos casos em que filhos que moravam com pais idosos buscaram imóveis menores para morar. Em função da enchente também houve aumento por procura de aluguel – observa Spessato.

Angélica Dalla Vecchia, proprietária da Imobiliária Porto Seguro, analisa os valores aplicados em relação aos imóveis.

Em função da pandemia muitos imóveis comerciais alugados tiveram que ser renegociados, a maioria dos proprietários entendeu a situação e cedeu o desconto. Já nos imóveis residenciais, foram poucos os que baixaram o valor, algumas pessoas que moram nestes locais perderam o emprego, mas estão conseguindo se manter.

Casa aluguel
Cerca de 4% dos mais de 1.330 imóveis postos para locação em Encantado encontram-se disponíveis.

Valmor Lorenzi e Tamiris Ferreira, da Imobiliária Encantado, também observaram o crescimento na demanda pelos imóveis.

Logo no início da pandemia se percebeu a busca por mais imóveis residenciais, principalmente de filhos que moravam com pais aposentados, mas com o passar do tempo e com a crise financeira alguns já retornam para casa paterna. O que causou um aumento na procura de alugueis foi a enchente, pessoas que tiveram suas residências atingidas pela água não querem voltar e muitas, mesmo com casa própria buscaram locais onde não é alagável. Nos comerciais tivemos que renegociar descontos.

IGP-M tem no acumulado do ano aumento de 13,02%

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, que calcula o Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M), o acumulado de 12 meses ficou em 13,02%. E é exatamente esse o parâmetro para usar diversos contratos, dos negócios à vida pessoal. O mais conhecido deles é o aluguel.

Reajuste nos contratos

O índice de reajuste fica definido nos contratos, como aluguéis, prestação de serviços, administração de condomínios e até mensalidades escolares.

Em geral, o acordado entre as partes é que ele seja aplicado uma vez ao ano. Ou seja, contratos com vencimento agora deveriam ter um aumento de 13,02%, o que é um percentual altíssimo para o um momento de crise.

Um aluguel de R$ 1 mil aumentaria em R$ 130. Já o de R$ 2 mil teria elevação de R$ 260. Contratos entre empresas, então, movimentam valores ainda maiores.


Matéria veiculada na edição impressa do Jornal Força do Vale, publicada na sexta-feira, 11 de setembro de 2020.

Edição impressa do Jornal Força do Vale, publicada na sexta-feira, 11 de setembro de 2020.
publicidade Sicredi Eu coopero com a economia local_Sicredi-_ANÚNCIO JOR NAL
Publicidade

Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!