Educação

Dois gaúchos disputam vagas para representar o Brasil em competições internacionais de Astronomia

Gustavo Farina, do Colégio Marista Rosário, de Porto Alegre, e Laura Neitzke, da Escola Educar-se, de Santa Cruz do Sul, estão entre os 40 finalistas

Siga o FV no Instagram

Dois estudantes do Rio Grande do Sul são finalistas em uma disputa que definirá os representantes do Brasil na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica, em agosto, na Polônia, e na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica, no Panamá.

Gustavo Globig Farina, do Colégio Marista Rosário, de Porto Alegre, e Laura Fritsch Neitzke, da Escola Educar-se, de Santa Cruz do Sul, foram selecionados na fase brasileira da competição para um treinamento especial no Rio de Janeiro, a partir do próximo domingo (9).

Lá, junto dos outros 38 classificados, eles serão avaliados em provas teóricas e práticas. Ao final dos testes, a organização escolherá as duas equipes nacionais, com os 10 melhores.

Laura conta que o interesse por Astronomia começou cedo:

— Quando eu tinha seis anos, ia na biblioteca do Educar-se e pegava um livro sobre estrelas, planetas, constelações. A partir disso, meu interesse por essa ciência só aumentou.

Como ela, Gustavo sonha com a vaga, mas mantém os pés no chão e já reconhece os benefícios da experiência.

— Sei que vou concorrer com estudantes do 2º e do 3º ano, que já estudaram conteúdos mais avançados. Mas já fico muito feliz por estar entre os 40 melhores do país. Só de pensar em tudo o que aprendi estudando para as provas e, principalmente, no que ainda vou aprender treinando para disputas internacionais, com certeza, terá valido muito — diz o estudante.

A OBA e o treinamento

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e os treinamentos para as competições internacionais são realizados em parceria entre a Sociedade Astronômica Brasileira, a Agência Espacial Brasileira e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. De acordo com os organizadores, o objetivo é fomentar o interesse dos jovens pela área, além de promover a difusão de conhecimentos básicos de forma lúdica e cooperativa.

O primeiro treinamento do grupo selecionado está previsto para ocorrer de 9 a 14 de abril, em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro. As atividades contemplarão aulas, palestras, resolução de exercícios e práticas diversas, envolvendo manuseio de equipamentos científicos, observação de objetos celestes e até mesmo construção e lançamento de foguetes.

Fonte
GZH
Agro Dália

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fale conosco!